Siga o Portal do Holanda

Coronavírus obriga Bolsonaro a conectar-se com a realidade

Publicado

em

Bolsonaro levou um choque de realidade ao saber que seu secretário, Fábio Wanjgarten, que conversou com ele, viajou com ele aos EUA e o orientou, havia sido afetado pelo coronavírus. Toda a empáfia se desfez e o presidente  - que dois dias antes afirmara que o coronavírus não passava de um gripezinha, e que  havia muita fantasia e conversa da imprensa sobre a pandemia”,  apressou-se  em colocar uma máscara.

Empurrado para o canto do ringue por um pequeno invisível,  Bolsonaro finalmente conectou-se à realidade .

De máscara, o presidente sem noção do país que governa e das responsabilidades do cargo, estava visivelmente preocupado. E os brasileiros mais ainda. Afinal, se pessoa  do circulo do “mito” foi contaminada pelo coronavírus, nada mais, além de higiene das mãos e do cérebro,  protege os mortais que  cegamente o acompanham.

FATOR DE RISCO

O Brasil, que tinha nesta quinta 70 casos de contaminação pelo coronavírus, poderá chegar a 4 mil nos próximos 15 dias. É uma parcela ínfima da população de 211 milhões. Mas o que preocupa é o potencial de multiplicação. Nesse ritmo, em mais 15 dias chegaria a 230 mil infectados.

Ainda são apenas números. A reação à pandemia, que já foi declarada pela OMS, dependerá do controle sanitário a ser imposto pelo sistema de saúde pública.

Na China, onde começou as barreiras estão mantendo um ritmo menos intenso, embora a situação na Itália já seja de pânico e calamidade pública nacional.

O ‘nonsense’ que infecta o governo brasileiro, talvez seja um fator de risco maior que o próprio vírus que se alastra pelo mundo. As próximas semanas serão decisivas para o país. 


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.